May 18, 2024
Manaus

Pesquisa indica possibilidade de segundo turno nas eleições para Prefeitura de Manaus em 2024

Pesquisa indica possibilidade de segundo turno nas eleições para Prefeitura de Manaus em 2024 Foto: divulgação

Manaus (AM) — O segundo turno estaria confirmado se as eleições para prefeito de Manaus fossem hoje, com David Almeida (Avante) e Amom Mandel (Cidadania) na disputa. É o que revela a pesquisa do InnQuesti, instituto da LLK Consulting, realizada com 800 respondentes entre 29 e 31 de janeiro de 2024.

Na intenção de voto espontânea, o atual prefeito de Manaus David Almeida aparece com 17% da preferência. E o deputado federal pelo Amazonas Amom Mandel tem 7%.

Ainda na pergunta espontânea para prefeito de Manaus aparecem Coronel Menezes (PL) com 3% e Capitão Alberto Neto (PL) com 2%. Anne Moura e José Ricardo, ambos do PT, têm 1% das intenções de voto, cada um. Chama a atenção o fato de 60% dos entrevistados afirmarem que não sabem em quem votar ou não quiserem indicar um candidato.

“Isso ocorre porque estamos no início do processo eleitoral e as pessoas ainda não estão atentas a isso. Essa margem de indecisos sinaliza, ainda, duas coisas: que falta mais visibilidade para os candidatos, que precisam massificar seus nomes; e que o prefeito atual está com baixa visibilidade, o que pode sugerir uma necessidade de uma estratégia de comunicação e marketing mais agressivas”,

avalia a diretora-executiva do InnQuest e especialista em marketing político, Lorë Kotínski.

O cenário de 2º turno se repete quando a pergunta é sobre intenção de voto para prefeito com sugestões de nomes, a chamada pesquisa estimulada. Nessa, David Almeida fica com 39% das intenções de voto e Amom Mandel com 16%.

Na estimulada, Amon aparece tecnicamente empatado com Coronel Menezes, que tem 12% das intenções de voto e poderia disputar, nesse atual cenário, uma vaga no 2º turno. O Capitão Alberto Neto aparece com 6% das intenções e Anne Moura (PT) com 3%, a frente de José Ricardo (PT) e Roberto Cidade (União Brasil) que têm, cada um, 2%. Já Sinesio Campos (PT) e Wilker Cidade (PHD) ficaram com 1%, cada.

A pesquisa também perguntou em quem os eleitores entrevistados não votariam. David Almeida lidera com 15% de rejeição. Em seguida vem Coronel Menezes, com 14%, Capitão Alberto Neto com 10%. Amom Mandel e Roberto Cidade aparecem com 7%, cada um. Anne Moura tem 6% e Sinésio Campos e José Ricardo possuem 5% cada.

Segurança Pública

O InnQuest também perguntou sobre a administração municipal e estadual. Sobre a gestão do prefeito David Almeida, 45% dos eleitores consideram ótima ou boa; 34% acham que seja regular e 22% avaliaram como ruim ou péssima.

A área que mais pesa para essa avaliação é a da segurança, com 34% dos eleitores avaliando como regular e 25% como ruim ou péssima. Apenas 37% consideram a gestão municipal na segurança ótima ou boa.

Com relação à gestão do governo do Estado do Amazonas, a pesquisa mostrou que somente 35% dos entrevistados consideram ótima ou boa a administração do governador Wilson Lima. Um total de 32% dos eleitores consideram regular e 30% ruim ou péssima. As áreas que mais contribuíram para essa avaliação de forma negativa foram a saúde, com 26% considerando a gestão ótima ou boa; 49% avaliando como regular e 15% considerando como ruim ou péssima.

E a segurança pública, sobre a qual 26% disseram considerar ruim ou péssima, 40% avaliam como regular e 29% consideram ótima ou boa.

Em ambas as gestões as áreas mais sensíveis e que podem gerar perda de voto e enfraquecimento político são segurança e saúde.

“No caso da gestão municipal, mesmo a segurança pública sendo de responsabilidade do Estado, a presença ou ausência de guardas municipais tem peso na atual realidade de Manaus. Eles transmitem uma sensação de cuidado, de segurança, porque podem inibir pequenos crimes e vandalismos. Algo que deve ser pensado com cuidado pelo atual gestor. O mesmo eu diria dos problemas crônicos da saúde estadual e municipal, que demonstram descaso e pode contribuir para perda de votos e alta rejeição”,

comenta Lorë Kotínski.

Por essa razão, a especialista avalia que ainda há muita margem para se trabalhar em ações concretas e em estratégias de marketing.

A pesquisa do InnQuesti foi feita com entrevistas por telefone, com 800 pessoas, com 95% de confiabilidade e margem de erro de 4% para mais ou para menos, conforme registrado no TSE sob o AM 07226/2024. E foi realizada por iniciativa do próprio InnQuesti.

Sobre o InnQuesti

O InnQuesti Instituto de Pesquisa nasce da necessidade de oferecer ao mercado brasileiro coleta e análise de dados precisos para o crescimento de vendas das empresas e a melhoria do planejamento de políticas públicas.

Além de ofertar pesquisas eleitorais assertivas e com bases de informações coletadas in loco. O Instituto também atua como Pesquisa de mercado e Pesquisa política. Ano passado foram feitas pesquisas em Manaus. Este ano o InnQuesti deve atuar em várias capitais do Brasil, incluindo a maioria da região Norte, realizando pesquisas de intenção de votos e de aprovação de gestão.

O InnQuesti faz parte da LLK Consulting, empresa criada e dirigida pela especialista em Marketing Político e pesquisadora da Universidade de Aveiro (Portugal), Lorë Kotínski.

*Com informações da assessoria

Leia mais:

David Almeida lidera intenções de votos com gestão aprovada por maioria dos manauaras

David Almeida sofre novo ataque difamatório na internet em menos de um mês

About Author

redacao