April 21, 2024
Amazonas

Governo do AM vai devolver valores descontados de servidores da educação que aderiram a greve

Governo do AM vai devolver valores descontados de servidores da educação que aderiram a greve

O Governo do Amazonas confirmou, na noite de terça-feira (6), que vai devolver os valores descontados dos servidores da educação que aderiram a greve. A paralisação foi encerrada na semana passada, mas os profissionais continuam em “estado de greve”.

De acordo com o Estado, o governo já começou o processo de devolução dos valores descontados nos contracheques dos servidores da Educação que tiveram faltas registradas por causa da paralisação das atividades.

“A nova folha de pagamento já está em fase de processamento pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar”, informou.

Reajuste

 

Até o momento, o Governo do Amazonas garantiu o reajuste de 8%.

Segundo o estado, na terça-feira (6), foi enviada à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) a mensagem governamental que reajusta o salário da categoria em 8%. O texto também garante a concessão de Regime Complementar para secretários escolares e coordenadores distritais e regionais.

“As progressões verticais para 2.225 professores e pedagogos serão realizadas através de decreto”, destacou.

Quando iniciaram a greve, no dia 17 de maio, os profissionais exigiram 25%.

Ao longo da paralisação, o governo ofertou três propostas: uma de 8%; uma de 14% e uma de 15,19%. De acordo com o estado, o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Amazonas (Sinteam) não aceitou nenhuma. E, na sexta-feira (2), o governo estadual anunciou o reajuste de 8%.

No mesmo dia, os profissionais da educação da rede pública do Amazonas realizaram assembleia e aceitaram o reajuste salarial de 15,19%.

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) realizou um audiência, na segunda-feira (5), entre o estado e o sindicato, para tentar uma conciliação sobre o percentual de reajuste. No entanto, não houve acordo e o impasse continua.

About Author

redacao