May 20, 2024
Amazonas Política

BOMBA! Investigação da Polícia Civil contra deputado Wilker Barreto por disseminação de Fake News avança na delegacia de crimes cibernéticos

BOMBA! Investigação da Polícia Civil contra deputado Wilker Barreto por disseminação de Fake News avança na delegacia de crimes cibernéticos

O inquérito foi acolhido pela Justiça e o deputado responderá por crime de injúria, difamação e crimes cibernéticos, pelo fato das notícias falsas e ofensivas terem sido propagadas em meio digital no ano de 2022

As Investigações da Polícia Civil apontam que que no ano de 2022 o deputado estadual Wilker Barreto propagava em grupos de whatsapp, fake news contra parlamentares da base do Governo ou independentes que não votavam com ele em matérias relacionadas à administração estadual, a quem ele faz oposição duramente no seu primeiro mandato.

O inquérito foi acolhido pela Justiça e o deputado responde por dois crimes, injúria, difamação e crimes de ordem cibernéticos, pelo fato das notícias falsas e ofensivas terem sido propagadas em meio digital. Em muitos casos, as fake news iam dos grupos de whatsapp para a internet. A polícia apurou e evidências apontaram que Barreto era titular do número de WhatsApp que espalhava as Fake News. O número tinha o cadastro no seu CPF.

O conteúdo do inquérito policial contra Wilker Barreto foi revelado na época pelas deputadas Alessandra Campelo e Joana Darc, em discursos de ambas proferidos no plenário da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), na sessão ordinária 9 de dezembro de 2022, vale ressaltar que Barreto é investigado pelo MPAM pela gestão à frente da CMM onde foi aberto inúmeros inquéritos contra o então Presidente na época.

As investigações policiais chegaram ao nome do deputado de oposição após o delegado responsável pelo caso solicitar da operadora de telefonia móvel Vivo a propriedade dos números dos participantes dos grupos de whatsapp, criados com o único objetivo de ofender e espalhar fake news.

E um dos números, conforme o inquérito, está registrado no CPF do deputado Wilker, fato que ele não negou na sessão da ALE-AM em discurso. O número inclusive está habilitado no nome do parlamentar desde 2006, mais precisamente desde o dia 30 de junho daquele ano.

JULLY e PERECA
A deputada Alessandra afirmou que os nomes usados pelo número que está no CPF de Wilker Barreto, nos grupos de whatsapp, são Jully e Pereca. Amigos Top 2020, Pátria&Família 28 PRTB 5 e Galeroso da Notícia 1 são alguns dos nomes dos grupos.

Segundo ela, as investigações policiais também apontam que as fake news propagadas em grupos de whatsapp alimentaram ainda blogs que receberam verba da Assembleia.

Segundo informações colhidas com exclusividade pelo portal Abutre da notícia, Barreto deverá amargar derrota no processo e ser taxado de legislador das Fake News, aliás o mesmo apresentou projeto de lei na Aleam que visa combater a indústria das fake News, a pergunta que fica no ar, o parlamentar combaterá práticas que o mesmo é investigado?.

About Author

redacao